Pastor Marco Feliciano

Até o pastor Feliciano tem direito a um voo tranquilo…

Eu entendo que o pastor suscite raiva, rancor e até ódio de alguns segmentos da sociedade. Ainda assim, ele o tem feito sempre no plano democrático, das ideias, dentro da lei.

TOCAR o pastor, como forma de provocação, é uma agressão e, ao meu ver, passa do limite. Talvez, até o ato de incomodar um cidadão durante a viagem de avião, fora de suas atribuições, etc., também me parece um exagero.

Novamente, entendo que as pessoas viram uma oportunidade de ouro em fazer uma provocação, um protesto. Mas acho que as coisas precisam ter hora e lugar.

Eu não gostaria de ser zombado, tocado e incomodado por religiosos ao dizer abertamente que sou ateu, que acho deus apenas mais um dos tantos seres míticos que inventamos na nossa história, por exemplo. Muito menos durante um passeio em um parque, ou em um voo de avião (um recinto do qual sequer posso fugir!).

Compartilhar

  1. CaioCaio08-29-2013

    Concordo contigo, qualquer exagero extrapola a razão

  2. AnonymousAnonymous05-29-2014

    Ridiculo, ele é um homem publico logo deve está ciente de que essas coisas vão acontecer assim como os adoradores dele vem pedir uma ''palavra'' os criticos tambem virao demontrar o carinho.

Leave a Reply